Diabetes mellitus – complicações agudas e crônicas

RM 1

Em Endocrinologia, confira um trecho do conteúdo gratuito do Portal Medicina Atual sobre Diabetes mellitus – complicações agudas e crônicas

O Portal Medicina Atual destinado a médicos e estudantes de Medicina disponibiliza, além de ferramentas para o dia a dia do profissional, conteúdos atualizados em todas as especialidades médicos.Na especialidade de Endocrinologia, veja o trecho de conteúdo sobre Diabetes mellitus – complicações agudas e crônicas.

Além de um material elaborado por especialistas, o internauta terá acesso a artigos científicos sobre os mais variados.

Neste parceria do Portal Residências Médicas com o Medicina Atual disponilizamos parte do conteúdo para que você conheça o formato. Caso queira aprofundar e conhecer todo o conteúdo basta fazer o cadastro. O acesso ao Portal Medicina Atual é gratuito.

Diabetes Mellitus: complicações agudas e crônicas

Qual o conceito atual de diabetes melito do tipo 1?

O diabetes do tipo 1 (DM1) corresponde àquele associado à destruição quase total das células beta pancreáticas, que resulta em uma deficiência absoluta de insulina. Do ponto de vista etiológico, o DM1 é subdividido em:

  • tipo 1A: consequência de uma destruição autoimune das células betas pancreáticas;
  • tipo 1B: diabetes com características clínicas do DM1, mas sem evidência de autoimunidade contra as células betas.

É fácil diferenciar as duas formas de diabetes melito do tipo 1 (DM1)?

Muitas vezes não é fácil diferenciar as duas formas de diabetes do tipo 1 (tipo 1A e tipo 1B) na primeira avaliação do paciente. O melhor critério diagnóstico para o DM1A é a presença de autoanticorpos anti-ilhotas, avaliados por ensaios altamente específicos. No início do DM 1 quase todos os pacientes possuem algum autoanticorpo. Quatro marcadores são medidos: GADA, IA-2A, IAA e ICA ou ZnT8A. Sobre o uso dos anticorpos na classificação do diabetes, sabe-se que a presença de autoanticorpos anti-ilhota (ICA) é mais frequente nos pacientes magros, os quais a progressão da doença com necessidade de insulinização exógena acontece mais rapidamente e com níveis de peptídeo-C menores. Em crianças  com menos de 10 anos de idade o anticorpo (anti IAA- anti insulina) pode preceder o aparecimento quando comparado aos demais.

O diabetes melito do tipo 1A (DM1A) é tão frequente quanto o diabetes melito do tipo 2?

Não, o DM1A corresponde a aproximadamente 10% de todos os casos de diabetes e afeta cerca de 10 a 20 milhões de indivíduos no mundo. O DM1A é considerado a doença crônica mais comum da infância e adolescência, em 0.3% da população geral surge antes dos 20 anos de idade.

A distribuição dos casos de diabetes melito do tipo 1A (DM1A) é semelhante em diferentes regiões do mundo?

A incidência do DM1A em crianças com idade menor ou igual a 14 anos apresenta uma grande variabilidade global. Entre as populações caucasoides, a incidência é maior do que nos mongoloides e nos negroides. A incidência ajustada pela idade do DM1A varia de 0,1/100.000 em Zunyi, uma região da China, a 40/100.000 na Finlândia. No Brasil variou entre 7.4/100.000/ano no estado de São Paulo a 12/100.000/ano em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul – ambos estudos da década de 1990.

…..confira o conteúdo completo no Medicina Atual. Clique abaixo.


Diabetes mellitus complicações agudas e crônicas

Leia também: Cirurgia Geral: Abdômen Agudo

One thought on “Diabetes mellitus – complicações agudas e crônicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Gastroenterologia: Distúrbios primários do esôfago

Confira o conteúdo completo do portal Medicina Atual sobre os Distúrbios primários do esôfago. Você pode acessar outros temas de Gastro.
disturbios do eôfago